Overseas

O Programa Overseas é um programa das IES (Instituição de Ensino Superior), que permite aos seus estudantes realizar um período de mobilidade numa IES (Instituição de Ensino Superior) em qualquer destino fora do Espaço Europeu. O Programa assenta na Cooperação Bilateral e é acordado e definido em sede de Protocolo de Cooperação.

Consulte o Guia de Candidatos Oveseas, Aqui.

Quem pode Candidatar-se?

Podem candidatar-se todos os estudantes regularmente inscritos num curso superior conducente a grau, que tenham a sua situação financeira regularizada e que cumpram os requisitos estabelecidos por cada Direção de Faculdade, Escola ou Curso. A saber: todos os estudantes serão alvo de análise individual de candidatura.

Seleção

A seleção dos participantes é da responsabilidade da Direção de Faculdade, Eswcola ou Curso.
A DRIE/SRI enviará todas as candidaturas para as respetivas Direções que analisarão cada uma delas, com base:

  • nos critérios definidos pela respetiva direção;
  • urbanidade e cidadania de cada candidato.

A DRIE/SRI informará os candidatos dos resultados da seleção (email e sessão formal).
Após a aprovação da candidatura, por parte da Direção, todos os selecionados deverão confirmar a sua participação no respetivo programa.
Serão realizadas sessões de preparação de documentação para saída. Estas sessões são organizadas e promovidas pela DRIE/SRI, em que todos os selecionados são obrigados a participar, sob pena de suspensão do processo de mobilidade.
É obrigatória a presença nas sessões de preparação cultural organizadas e promovidas pela DRIE/SRI.

Reconhecimento de estudos

Reconhecimento académico completo – Todos os estudantes receberão reconhecimento académico completo do período de mobilidade realizado. Será utilizado em todos os casos o sistema créditos ECTS, bem como, a certificação de todas a atividade em sede de Suplemento ao Diploma (equivalências e reconhecimento).
Para a Mobilidade de Estudos, o Learning Agreement é o documento oficial e deverá ser assinado por todos os intervenientes (inclusive IES de destino) antes da saída do estudante, assim como o Plano de Equivalências, que garante, antes da partida, o reconhecimento da proposta de estudos.
Qualquer revisão ou alteração do Programa de Estudos, vista como necessária, quando o estudante chega à Instituição de Acolhimento, deve ser finalizada e formalizada dentro de 30 dias. Quaisquer subsequentes mudanças do Programa de Estudos que se verifiquem necessárias devem ser formalmente acordadas pelas três partes envolvidas e executadas prontamente.
Este procedimento é tratado por e-mail com a respectiva Direcção de Curso / Students Manager com conhecimento para a DRIE/SRI.

Avaliação

Os resultados obtidos na IES de destino, sejam eles positivos ou negativos, serão alvo de atribuição de equivalências. Em caso de reprovação, preferencialmente, os estudantes deverão realizar os exames na IES de destino. Caso não seja possível, e sempre que autorizados pela Direção / Students Manager, poderão ser realizados na IES de Origem, como qualquer outro estudante, isto é inscrever-se e proceder ao respetivo pagamento, sempre que houver lugar ao mesmo.

Duração e mobilidade de Estudantes

As referências oficiais para a Mobilidade de Estudos são de um período mínimo de 3 meses e um máximo de 12 meses.

Prolongamento

Os estudantes podem efetuar uma extensão ao período de mobilidade (prolongamento), considerando o seguinte:

  • O acordo deve ser realizado e as formalizações efetuadas até 2 meses antes do final do semestre em frequência da Universidade de Acolhimento;
  • A extensão do período de mobilidade deve ser consequente ao período atual de mobilidade, não podendo existir interrupção;
  • Nenhum período de mobilidade, mesmo incluindo extensão ao período de mobilidade, poderá ser realizado para além de 28 de Fevereiro e 30 de Agosto.
  • Os calendários escolares variam de país para país. Esta situação em alguns países, como é o caso do Brasil, não é de aceitação imediata.

Encargos financeiros

O Programa Overseas não tem agregada uma bolsa. Os estudantes mantêm os encargos financeiros com a IES de Origem e não pagam propinas ou emolumentos na IES de Destino.
Os estudantes em mobilidade são responsáveis por todas as suas despesas pessoais, viagens, seguros de saúde (obrigatórios para algumas universidades de acolhimento), subsistência e materiais de estudo.
Antes de sair, preparar todos os documentos
Serão realizadas, em datas a determinar, Sessões de Preparação Cultural e da documentação para saída, organizadas e promovidas pela DRIE/SRI, em que todos os selecionados devem participar, sob pena de suspensão do processo de mobilidade; os estudantes serão informados, por email, do local dia e hora da respetiva sessão.
Os estudantes são responsáveis pela preparação da documentação pessoal e organização de período de mobilidade:

  • Planos de Estudos
  • Plano de Equivalências
  • Vistos de Estudantes (obrigatórios e independentemente do período de permanência)
  • Alojamento
  • Viagens
  • Demais documentos que se manifestem necessários

Todos os estudantes antes da partida têm obrigatoriamente que:

  • Estar devidamente inscritos na IES correspondente, no ano letivo em apreço
  • Ter a situação financeira regularizada com a IES de Origem.

Um mês antes da partida dos estudantes para mobilidade é obrigatória a deslocação à DRIE/SRI para ativação do seguro escolar.
Dias antes da saída, todos os estudantes deverão levantar o “Cartão de Livre Embarque”, comprovativo de que todo o processo está em ordem, sob pena do processo de mobilidade não vir a ser considerado.

Alojamento

O alojamento é da responsabilidade do estudante. De qualquer modo, as IES de destino informam, por norma, sobre as disponibilidades.
Na DRIE/SRI existem também algumas informações disponíveis que os estudantes poderão utilizar.

Seguros

Os estudantes têm seguro escolar através do seguro da Universidade.
O Seguro de saúde, é obrigatório sempre que exigido pela Instituição de acolhimento.

Na chegada à Universidade de destino

  • Ir às Relações Internacionais e proceder conforme as indicações que forem dadas;
  • Enviar e-mail para a DRIE/SRI;
  • Envio do Certificado de chegada;
  • Caso surja qualquer problema, contactar de imediato a DRIE/SRI.

Durante a permanência na Universidade de destino

  • Enviar um e-mail para a DRIE/SRI, pelo menos, uma vez por mês;
  • Sempre que tiver algum problema contactar a DRIE/SRI;
  • Qualquer alteração ao plano de estudos deve ser comunicado de imediato (e-mail) ao Students Manager com conhecimento à DRIE/SRI;
  • Qualquer alteração ao período de mobilidade (prolongamento) deve ser comunicado de imediato (e-mail) ao Students Manager com conhecimento à DRIE/SRI.

Relatório

Todos os Estudantes terão que preencher no regresso um relatório:

  • Relatório narrativo, para uso do SRI, para fins da promoção da atividade junto dos restantes estudantes.

No regresso à Universidade de origem, deve trazer:

  • Certificado de chegada (original);
  • Certificado de presença (original);
  • Learning Agreement (original);
  • Assim que chegar a Portugal dirija-se à DRIE/SRI (no espaço de uma semana) para entregar os documentos acima referidos e procedermos à confirmação da sua chegada.

Contacto do Coordenador do Gabinete de Relações Internacionais do ISMAT: mostafa.zekri@ismat.pt

ISMAT Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes

Rua Dr. Estêvão de Vasconcelos, nº. 33, 8500-656 Portimão
282450430 282450439 info@ismat.pt
Direitos de autor © 2017 ISMAT | Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes. Todos os direitos reservados.