Qualidade

Política e Gestão da Qualidade

A política e a gestão da qualidade das Instituições do Grupo Lusófona baseiam-se no princípio do desenvolvimento contínuo – ciclo PDCA. O PDCA está incorporado em todos os processos e atividades da Universidade.

A política de qualidade fundamenta-se nos seguintes princípios que regem as atividades da Universidade Lusófona:

  • Procura da excelência em todas as atividades;
  • Todos os membros da comunidade Lusófona contribuem para a missão comum;
  • Avaliação e desenvolvimento contínuos de todas as atividades;
  • Métodos sistemáticos e partilhados para garantir a melhoria da qualidade e a eficácia nas atividades.

O princípio da melhoria continua – ciclo PDCA

Sistema da Qualidade

O sistema de qualidade é uma ferramenta de gestão para a realização da política de qualidade da universidade e define a organização da gestão da qualidade, a afetação de responsabilidades, procedimentos e recursos.

Os objetivos estabelecidos para o sistema da qualidade são os seguintes:

  • Apoiar a realização dos objetivos estratégicos da universidade e as metas estabelecidas, e garantir a melhoria contínua da qualidade das atividades e dos resultados da universidade;
  • Reforçar uma cultura de qualidade conjunta e a participação de estudantes, colaboradores docentes e não docentes e partes interessadas externas no planeamento, implementação, avaliação e desenvolvimento das atividades;
  • Definir, esclarecer e harmonizar procedimentos, bem como os papéis e responsabilidades dos vários atores;
  • Disseminar métodos operacionais uniformes e melhores práticas em toda a organização;
  • Assegurar a confiabilidade das informações quantitativas e qualitativas usadas para planeamento, gestão, monitorização e desenvolvimento das atividades;
  • Identificar, documentar e desenvolver processos operacionais chave baseados em feedback sistemático;
  • Manter e fortalecer a abertura e transparência.

SIGQ – Sistema Interno de Garantia da Qualidade

O desenvolvimento do SIGQ das instituições do Grupo Lusófona tem permanente foco na resposta eficiente e eficaz às exigências e padrões internos de qualidade, integrando na sua formulação os dispositivos contidos nas “Standards and Guidelines for Quality Assurance in the European Higher Education Area” , nos termos das recomendações emanadas pela A3ES (2016), os normativos da ISO 9001, os normativos legais em vigor, as boas práticas de outras instituições de ensino superior e, naturalmente, a própria cultura da Universidade.

Constituído por um vasto e abrangente conjunto de manuais, regulamentos, normativos e procedimentos, que cobrem as várias áreas da missão do Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes, formalmente aprovados nos órgãos estatutariamente competentes, o SIGQ é suportado pelos fluxos que alimentam o sistema de informação, e por um conjunto de outros instrumentos de recolha e tratamento de informação (inquéritos, guiões, indicadores, métricas).

O SIGQ envolve a avaliação regular da adequação dos processos e resultados à missão e ao planeamento do ISMAT e está organizado como um processo contínuo de avaliação da instituição, dos Departamentos, dos diferentes cursos e serviços, de forma a identificar antecipadamente as áreas que necessitam intervenção por forma a assegurar a sua melhoria continua.

O SIGQ envolve a participação de todas as interessadas, nomeadamente órgãos de gestão, estudantes, docentes e investigadores, pessoal não docente, antigos alunos, comunidade e empregadores; A coordenação estratégica do SIGQ é assegurada pelo Administrador e pelo Director científico e Pedagógico, em estreita articulação com responsáveis científicos de cada departamento, ciclos de estudos e serviços, a partir da consulta aos órgãos, nomeadamente o Conselhos Científico, Pedagógico e Conselho Geral.

O Administrador e Reitor, através do Serviço de Gestão da Qualidade, promovem o acompanhamento e monitorização do SIGQ designadamente no que diz respeito a: grau de execução dos diferentes procedimentos do sistema; recolha de indicadores e aplicação de inquéritos; eficácia do sistema de informação; cumprimento de prazos; grau de profundidade e abrangência das análises efetuadas; relevância e aplicabilidade dos planos de ação para melhoria e sua avaliação.

Documentos de suporte ao SIGQ

Acreditações, Certificações e Reconhecimentos